China usa veículo aéreo não tripulado para estimular chuvas sobre planalto Qinghai-Tibet

Processo adiantou com sucesso precipitações e neves artificiais sobre a Cordilheira Aemye Ma-chhen

Xinhua/Zhang Hongxiang

O grande veículo aéreo não tripulado civil Wing Loong-2H, da China, realizou recentemente uma operação de semeadura de nuvens no Planalto Qinghai-Tibet, de acordo com a Aviation Industry Corporation of China (AVIC).

O Wing Loong-2H detectou as nuvens de precipitação e realizou com sucesso chuvas e neves artificiais sobre a Cordilheira Aemye Ma-chhen, na região de Sanjiangyuan, no planalto, disse a AVIC, a principal fabricante de aviões do país.

Esta operação é um esforço conjunto do Centro de Modificação Meteorológica sob a Administração de Meteorologia da China (CMA, em inglês), do Centro de Observação Meteorológica sob a CMA, da AVIC (Chengdu) Unmanned Vehicle System Co., Ltd., e de várias outras unidades.

O veículo aéreo não tripulado de grande porte foi equipado com um dispositivo catalisador para o aumento da precipitação, de acordo com a AVIC. Ele também levou um dispositivo de detecção de precipitação na nuvem para observar e fornecer dados ao estudo sobre as características e estrutura de precipitação no Planalto Qinghai-Tibet e os efeitos do aumento da chuva.

O estudo ajuda a facilitar a pesquisa do mecanismo de precipitação de nuvens no Planalto Qinghai-Tibet e tecnologias catalíticas relacionadas. Durante a operação de cerca de cinco horas, estima-se que esta teve influência no aumento da precipitação em até 15 mil quilômetros quadrados, disse a AVIC.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.