China toma medidas para apoiar empresas e aumentar emprego

Encargos empresariais serão reduzidos e empréstimos para startups serão fortalecidos

Uma reunião executiva do Conselho do Estado da China definiu medidas para apoiar empresas e aumentar o emprego entre graduados. O encontro, presidido pelo primeiro-ministro Li Keqiang, ressaltou que o país vem implementando uma série de políticas para apoiar o controle da pandemia, aliviar os encargos das empresas e retomar o trabalho.

Uma série de cortes de impostos será implementada, podendo reduzir os encargos para as empresas em 1,6 trilhão de yuans (US$ 227,25 bilhões). Para promover o desenvolvimento de novos modelos de negócios e a flexibilidade do mercado de trabalho, serão fortalecidos os empréstimos para startups e incentivados o empreendedorismo e a inovação em massa.

Além disso, a China pretende renovar mais de 39.000 comunidades residenciais urbanas antigas em todo o país este ano, podendo beneficiar cerca de 7 milhões de famílias, com o objetivo de melhorar os serviços públicos, como atendimento a idosos, assistência infantil e médica nas comunidades.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.