China toma medidas para aliviar desafios das empresas em meio à epidemia

Bancos estatais aumentarão empréstimos para as micro e pequenas empresas em 1,6 trilhão de yuans

Créditos: Xinhua/Ren Chao

A China tem tomado diversas medidas para aliviar as dificuldades causadas pela Covid-19 para empresas.

Espera-se que os principais bancos estatais aumentem os empréstimos inclusivos para as micro e pequenas empresas no valor de 1,6 trilhão de yuans (US$ 237,1 bilhões) este ano para intensificar o apoio financeiro, de acordo com uma reunião executiva do Conselho de Estado no início deste mês.

No encontro, os bancos foram convocados a renovar empréstimos, prolongar e ajustar os acordos de reembolso e isentar juros de inadimplência para as micro, pequenas e médias empresas e famílias autônomas, conforme apropriado.

“Atualmente, as pequenas e micro empresas estão enfrentando desafios e precisam de um apoio mais forte do governo e das instituições financeiras”, comentou Liu Xingguo, pesquisador da Confederação Empresarial da China.

No primeiro trimestre de 2022, os empréstimos inclusivos pendentes para as pequenas e micro empresas subiram 22,6% ano a ano, enquanto o total de novos empréstimos emitidos foi de 8,6 trilhões de yuans, um aumento de 445,5 bilhões de yuans em relação a um ano atrás, mostraram estatísticas oficiais.

“Estamos usando todos os meios possíveis para ajudar as pequenas e médias empresas (PMEs) a superarem as dificuldades, aumentar sua confiança e estabilizar suas expectativas”, enfatizou na terça-feira Xu Xiaolan, vice-ministra da Indústria e Informatização em uma reunião para enfrentar as dificuldades das PMEs.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.