China testa yuan digital em mais cidades

Transações digitais de e-CNY somaram mais de US$ 13 bilhões até o final de 2021

Créditos: Xinhua/Guo Cheng

O banco central da China anunciou, no sábado, que o programa piloto de yuan digital será expandido para mais cidades após uma operação bem-sucedida nos últimos anos.

A moeda fiduciária digital, ou e-CNY, será acessível nos municípios de Tianjin e Chongqing, Guangzhou, na Província de Guangdong, Fuzhou e Xiamen, no leste da China, e em seis cidades da província de Zhejiang, que sedará os Jogos Asiáticos de 2022, informou o Banco Popular da China (BPC) em um comunicado.

O país testa o uso do yuan digital em mais de 10 lugares de Shenzhen a Xangai e Nova Área de Xiong’an. Recentemente, Pequim e Zhangjiakou foram incluídos no programa após testes nos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Inverno de 2022.

Uma série de modos de aplicação tomou forma no atacado e varejo, alimentação, turismo e pagamento de taxas administrativas, que cobrem cenários on-line e off-line e podem ser replicados e promovidos, de acordo com uma reunião do BPC na quinta-feira.

As transações digitais de yuan na China somaram cerca de 87,57 bilhões de yuans (US$ 13,78 bilhões) até o final de 2021.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.