China terá o maior mercado de Internet das Coisas em 2024, diz relatório

Segundo estudo da IDC, o país deve superar os EUA nos investimentos de IoT

Um relatório da International Data Corporation (IDC) aponta que a China superará os Estados Unidos e se tornará o maior mercado de Internet das Coisas (IoT, em inglês) em 2024.

Segundo o estudo, os gastos do país asiático com IoT devem atingir cerca de US$ 300 bilhões até 2024, com taxa anual composta de 13% nos próximos cinco anos. Esse valor representará 26,7% dos investimentos globais na indústria, superior aos Estados Unidos, com 23,8%, e Europa Ocidental, com 23,4%.

Os gastos chineses com IoT dos setores de manufatura, governo e consumidor corresponderão a mais da metade do mercado mundial até 2024.

Apesar da expectativa, Jonathan Leung, da IDC China, disse que o país reduziu os gastos em toda a indústria de IoT por causa da pandemia de Covid-19. 

“Enquanto a China continua seu caminho para a recuperação, esperamos que o mercado se recupere nos próximos anos, à medida que as empresas começam a entender o papel vital da Internet das Coisas na prevenção e controle de epidemias, bem como suas capacidades na mitigação das interrupções do mercado”, afirmou.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.