China tem mais de 170 mil instituições de cuidado aos idosos

Segundo um funcionário do Ministério dos Assuntos Civis, com o envelhecimento da população, o país tem trabalhado para melhorar os serviços aos idosos

A China tinha 173,3 mil instituições e instalações de cuidado aos idosos até junho deste ano, sendo que 140 mil delas eram de nível de comunidade, pelo que informou o Ministério dos Assuntos Civis. Li Banghua, funcionário da pasta, disse em um simpósio sobre o envelhecimento da população que mais da metade dessas instituições é particular, sendo que em cidades como Xangai e Pequim esse número chega a passar os 80%.

O país tem trabalhado para melhorar a qualidade dos serviços de cuidado aos idosos, dirigindo mais financiamento para essa área. Uma campanha lançada em 2017 eliminou mais de 390 mil perigos potenciais em lares de terceira idade em todo o país. 

Desde 2016, o setor tem recebido do governo central mais de 5 bilhões de yuans (US$ 712,26 milhões) por ano, comentou Li, dizendo ainda que o investimento privado da sociedade também está crescendo. Para deixar o mercado desempenhar um papel decisivo, serão feitos esforços para transformar o papel do governo em supervisor dos serviços a idosos, em vez de prestador, de acordo com o funcionário.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.