China sinceramente quer a paz na Ucrânia, afirma ministro

Wang Yi teve uma conversa por telefone com o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba

Créditos: Victor/Xinhua

A China espera que a Rússia e a Ucrânia mantenham as negociações de paz até que um acordo de cessar-fogo seja alcançado, com o objetivo de alcançar a paz no país, disse o conselheiro de Estado e ministro das Relações Exteriores Wang Yi, na segunda-feira.

Wang fez as declarações durante uma conversa por telefone com o ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba.

Kuleba informou Wang sobre a situação Rússia-Ucrânia. A China é um grande país que defende os Cinco Princípios da Coexistência Pacífica e desempenha um papel fundamental e ativo na salvaguarda da paz, disse ele.

Ele acrescentou que a Ucrânia deseja manter a comunicação com a China e espera que o país asiático continue desempenhando um papel importante na obtenção de um cessar-fogo em seu país.

Wang agradeceu os esforços do governo ucraniano e de todos os setores da sociedade em ajudar na evacuação segura de cidadãos chineses da Ucrânia, enfatizando que os líderes e o governo valorizam muito a segurança de todos os cidadãos chineses no exterior.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.


  • Rogério de Freitas disse:

    Enquanto China quer paz EUA quer jogar lenha na fogueira enviando armas as fronteiras ao invés de alimentos e remédios.
    Parabéns a China que tem compromisso com a humanidade. Mas é preciso deter aqueles que produzem e patrocinam as guerras começando com o fim da otan que só serve para aumentar conflito militar e promover guerras.