China se opõe a todas as formas de discriminação e preconceito, diz porta-voz

Declaração ocorre após reportagens relatarem suposto aumento de xenofobia no país

Zhao Lijian, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês, declarou nesta terça-feira que a China se opõe a todas as formas de discriminação e preconceito. As observações foram feitas após reportagens alegarem que estrangeiros se queixavam do aumento da xenofobia no país depois da adoção de medidas para conter casos importados de COVID-19.

“Sempre tratamos igualmente os cidadãos estrangeiros e chineses, implementamos medidas sem discriminação, consideramos plenamente as preocupações legítimas das pessoas envolvidas e respeitamos suas religiões e costumes. Não aumentamos ou reduzimos certos regulamentos sobre alguém apenas porque são cidadãos estrangeiros”, destacou Zhao.

Ele enfatizou que todos os estrangeiros na China devem cumprir rigorosamente a Lei da República Popular da China sobre a Prevenção e Tratamento de Doenças Infecciosas, bem como outras leis e regulamentos locais sobre a prevenção e controle da epidemia.

“Esperamos que os cidadãos estrangeiros na China continuem compreendendo plenamente e cooperando ativamente com as medidas de controle epidêmico do país, para evitar riscos e proteger suas próprias saúde e segurança e também as dos outros. Essa é a forma de contribuir para a vitória final sobre a epidemia”, adicionou.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.