China registra crescimento de alunos com deficiência em universidades

Federação chinesa desenvolveu programa para ajudar estudantes com deficiência a encontrar emprego ou abrir negócio

Nos últimos dois anos, faculdades e universidades da China registraram um aumento na matrícula de alunos com deficiência.

De acordo com a Federação Chinesa de Pessoas com Deficiência, um total de 12.362 alunos com deficiência foi admitido em universidades em 2019, ante 10.818 em 2017 e 11.154 em 2018.

A CDPF trabalhou com departamentos relevantes durante anos para facilitar o emprego de estudantes universitários com deficiência por meio de feiras de empregos especiais online e offline e uma plataforma de serviço online para ajudar pessoas com deficiência a encontrar empregos ou abrir o próprio negócio.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.