China refuta acusações de autoridades norte-americanas sobre ocultar extensão do coronavírus

“As medidas decisivas tomadas pelo governo chinês garantiram tempo precioso para conter a disseminação global do vírus”, afirma porta-voz chinesa

Paciente recuperado se despede de equipe médica em Chongqing, sudoeste da China.

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Hua Chunying, refutou acusações feitas por funcionários da inteligência dos Estados Unidos da América na última semana sobre um suposto ocultamento da extensão da epidemia do novo coronavírus pelo governo chinês.

Para Hua, as observações são “vergonhosas e imorais”. “A China vem fornecendo atualizações abertas, transparentes e oportunas ao mundo, como demonstrado claramente nos detalhes que meus colegas e eu elaboramos sobre a resposta da China muitas vezes”, disse a porta-voz.

Ela afirmou que um funcionário de alto escalão da Organização Mundial da Saúde (OMS) refutou na quarta-feira as acusações injustificadas contra os dados epidêmicos da China em uma coletiva de imprensa em Genebra.

“Em termos da segurança da saúde pública internacional, são a OMS e especialistas em epidemiologia e controle de doenças que têm o direito de julgar, em vez de vários políticos que são habituais mentirosos”, enfatizou Hua.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.