China quer melhorar proteção dos templos em grutas

País quer limitar capacidade de turistas nos locais

A China planeja estabelecer um limite de capacidade para lidar com um potencial turismo excessivo em seus templos em grutas, anunciaram as autoridades patrimoniais e turísticas.

A administração Nacional do Patrimônio Cultural e o Ministério da Cultura e Turismo listaram uma série de medidas para ajudar a controlar a quantidade de visitantes, incluindo reservas online, emissão de ingressos digitais e horários de visita escalonados.

Além disso, as equipes de gerenciamento de relíquias de gruta também estão sendo incentivadas a criar versões digitais de museus e introduzir serviços de realidade virtual para lidar com o turismo excessivo.

Segundo dados, a China possui 5.198 templos em grutas. Entre eles, 142 estão sob proteção nacional e 345 estão sob proteção provincial.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.