China quer construir porto de origem para lançamento de foguetes no mar

O lançamento de um foguete a partir do oceano tem muitas vantagens em relação ao lançamento terrestre, como menores custos e menor impacto com a queda de destroços

A China tem planos de construir um porto de origem em Yantai (província de Shandong) para lançamento de foguetes no mar, segundo a Companhia de Ciência e Tecnologia Aeroespacial da China (CASC, na sigla em inglês). O projeto tem como principal objetivo aumentar a frequência de lançamentos de foguetes no mar.

Como Yantai possui boa localização e condições geográficas favoráveis, o projeto incluirá a construção de centros de pesquisa e desenvolvimento e manufatura para foguetes, cargas úteis de satélite e plataformas de lançamento offshore, assim como um centro de aplicação e desenvolvimento de dados de satélite. A CASC disse que projeto deverá impulsionar o desenvolvimento da manufatura inteligente, logística, novos materiais aeroespaciais e turismo com tema de aeroespacial.

Em janeiro deste ano, a China lançou com sucesso o foguete Longa Marcha-11 desde uma plataforma de lançamento móvel no Mar Amarelo próximo da província de Shandong, o que foi o primeiro lançamento espacial da China desde uma plataforma no mar. O foguete foi transportado para o local de lançamento a partir o Porto de Haiyang em Yantai.

Lançar um foguete transportador desde uma plataforma no oceano tem muitas vantagens quando comparado com um lançamento terrestre. Um exemplo disso é o fato de o local de lançamento ser flexível e causar menor impacto com a queda dos destroços do foguete. Especialistas ainda disseram que usar navios civis para lançar foguetes no mar também baixará os custos de lançamento e criará uma margem comercial.

Em uma reunião recente entre Wu Yansheng, presidente da diretoria da CASC, e Ling Wen, vice-governador da província de Shandong, Ling disse que espera aprofundar cooperação entre os dois lados para simplificar o procedimento de lançamentos offshore para diminuir o custo e promover o desenvolvimento da indústria espacial.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.