China pune mais de 14 mil funcionários por violar regras de frugalidade

Cerca de 7 mil casos envolveram burocratismo ou formalidades desnecessárias

A China puniu 14.336 funcionários públicos em junho por violarem o código de oito pontos do país para melhorar a conduta do Partido e do governo, anunciou o mais alto órgão anticorrupção na terça-feira.

Os funcionários estiveram envolvidos em mais de 10 mil casos, de acordo com o comunicado da Comissão Central de Inspeção Disciplinar do Partido Comunista da China (PCCh) e da Comissão Nacional de Supervisão.

Mais de 7 mil funcionários foram punidos por praticarem burocratismo ou formalidade desnecessária, e mais de 5,6 mil por falhas no cumprimento de suas funções na promoção do desenvolvimento econômico e social ou na proteção do meio ambiente.

Ao todo, 7.282 funcionários foram punidos por hedonismo e conduta extravagante (incluindo dar ou aceitar presentes) e conceder subsídios ou bonificações não autorizados.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.