China promoverá mais empregos para candidatos graduados

Autoridades fornecerão subsídios para previdência social, empréstimos iniciais e cortes de impostos

Créditos: Xinhua/Ren Chao

As autoridades chinesas se comprometeram em melhorar as possibilidades de emprego para os graduados universitários.

Os vice-primeiros-ministros da China, Sun Chunlan e Hu Chunhua, ambos membros do Birô Político do Comitê Central do Partido Comunista da China, fizeram as observações na segunda-feira em uma teleconferência.

Os participantes do evento exigiram que os prestadores de serviços públicos desempenhem um papel exemplar na promoção do emprego, apontando que mais treinamentos e estágios profissionais devem ser oferecidos aos formados.

Enquanto se comprometeram a apoiar o emprego flexível e o empreendedorismo, os participantes exigiram esforços para manter o funcionamento ordenado do mercado de trabalho e salvaguardar os direitos e interesses legítimos dos candidatos de emprego.

As autoridades incentivarão as empresas a expandirem o recrutamento, fornecendo subsídios para previdência social, empréstimos iniciais e cortes de impostos e taxas, e implementarão políticas favoráveis para os graduados que buscam empregos de base, de acordo com a reunião.

Também foi pedida assistência direcionada aos formados de famílias de baixa renda ou de áreas duramente atingidas pela epidemia da Covid-19.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.


  • Julio Cesar Manoel disse:

    Na esfera internacional a China é má vista por ser um país comunista. Poucas nações , expressão publicamente projetos sociais que se preocupam o futuro de sua juventude e resolver futuros problemas sociais se não forem implementados.