China promove reflorestamento e proteção de florestas

O país vai se esforçar para melhorar a qualidade do meio ambiente

A China vai manter os esforços de reflorestamento e proteger os recursos florestais para melhorar a qualidade do meio ambiente, disse recentemente Liu Dongsheng, vice-diretor da Administração Nacional de Florestas e Pastagens.

Ele comentou que, por causa de décadas de investimentos em reflorestamento, a taxa de cobertura florestal do país cresceu 12% no início dos anos 1980 para 23,04% agora. A China também teve o volume de estoque de floresta chegando a 17,56 bilhões de metros cúbicos, possuindo a maior área de mata plantada no mundo, com crescimento há 30 anos consecutivos.

Ao falar dos desafios do plano, o vice-diretor afirmou que a China fará um planejamento das terras a serem reflorestadas cientificamente e levará em consideração a capacidade de carga dos recursos hídricos de diferentes áreas.

O país também pretende combinar o poder de auto regeneração da natureza com a ação humana e tomará medidas específicas para cada condição natural. O objetivo é aumentar o volume de estoque florestal em 6 bilhões de metros cúbicos antes de 2030 em relação ao nível de 2005.

Liu acrescentou que, para alcançar o compromisso, a China vai aproveitar ao máximo o uso de terras devastadas e minas abandonadas e intensificar medidas para prevenir incêndios e pestes florestais.

Além disso, um manejo mais estrito de cotas de desmatamento será imposto, enquanto esforços serão feitos para melhorar o mecanismo de realização de valores para os produtos ecológicos, acrescentou Liu.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.