China prende 80 suspeitos de vender vacinas falsas contra Covid-19

Autoridades chinesas apreenderam mais de 3 mil doses do material

Mais de 80 pessoas foram presas na China por suspeita de vender vacinas falsas contra Covid-19. As autoridades também apreenderam mais de 3 mil doses do imunizante falsificado.

A operação envolveu a polícia de Pequim e das províncias de Jiangsu e de Shandong, já que a rede criminosa estava presente em várias cidades e atuante desde setembro do ano passado.

O material falsificado consistia em seringas com uma solução salina, que eram vendidas a preços elevados. Também há suspeitas de que o grupo estava envolvido com a comercialização de imunizantes falsos no exterior.

Na última semana, a chinesa Sinovac, desenvolvedora da CoronaVac, publicou um comunicado alertando que “algumas empresas e indivíduos falsificaram e usaram documentos de autorização da Sinovac” para tentar atuar como “distribuidores de vacina e outros produtos de vacinação em mercados fora da China.”

O país asiático começou a imunização em massa no começo deste ano. Agora, há uma campanha para vacinar 50 milhões de pessoas antes do Ano Novo Chinês, no dia 12 de fevereiro.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.