China pede que todas as partes evitem ações que aumentem tensões na Ucrânia

Embaixada emitiu aviso consular pedindo aos cidadãos chineses que acompanhem de perto a situação

A China pediu, nesta segunda-feira, que todas as partes permaneçam racionais e evitem ações que aumentem as tensões e impactem a crise na Ucrânia. O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Wang Wenbin, disse em uma coletiva de imprensa que está monitorando de perto a situação. A embaixada e os consulados chineses no país estão operando normalmente.

Wang disse que a embaixada chinesa na Ucrânia emitiu um aviso consular pedindo aos cidadãos chineses que acompanhem de perto a situação no local e afirmando que fornecerá proteção consular. Observando que a posição da China sobre a Ucrânia é consistente, clara e inalterada, ele disse que para resolver a questão é necessário retornar ao ponto de partida do acordo Minsk-2, que é endossado pelo Conselho de Segurança da ONU.

“Todas as partes devem procurar uma solução abrangente da crise ucraniana e questões relevantes por meio do diálogo e da negociação”, disse o porta-voz.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.