China pede que EUA parem com “supressão irracional” para empresas

Ministério do Comércio prometeu tomar medidas necessárias para proteger os direitos das instituições

Créditos: Xinhua/Li He

A China pediu que os Estados Unidos parem imediatamente com sua repressão irracional a empresas chinesas e prometeu tomar medidas necessárias para proteger os direitos e interesses legítimos das instituições.

Gao Feng, porta-voz do Ministério do Comércio, fez as declarações em uma coletiva de imprensa realizada na quinta-feira em resposta a perguntas sobre a Comissão Federal de Comunicações dos EUA revogando a autorização da Pacific Networks Corp. da China e sua subsidiária integral, ComNet (USA) LLC, para fornecer serviços de telecomunicações nos Estados Unidos.

Anteriormente, o lado americano retirou duas outras operadoras de telecomunicações chinesas, a China Unicom Americas e a China Telecom Americas, da lista de permissões para fornecer esses serviços no país.

“Os Estados Unidos continuaram a generalizar o conceito de segurança nacional e abusaram do poder estatal para suprimir maliciosamente as empresas de telecomunicações chinesas na ausência de fatos”, disse Gao. Ele ressaltou que tais medidas violam os princípios de não discriminação e concorrência leal, prejudicam as regras econômicas e comerciais internacionais e perturbam a ordem normal do mercado.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.


  • Rogério de Freitas disse:

    Os EUA nunca agiram com ética ainda mais agora que perceberam que seu imperialismo está sob ameças de um mundo multipolar.
    Não dá para espera muito de uma nação que muda a legislação de outro país para poder trapacear nós seus negócios perseguindo e prendendo diretores de empresas concorrentes como foi a prisão da gestora da Haiwei.
    Parabéns China não se deixa abalar por essa gente que se acham o dono do mundo.