China pede que EUA interrompam práticas errôneas contra empresas chinesas

A porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China disse que tais medidas são prejudiciais não apenas para o país asiático, mas para outros países, incluindo os próprios EUA

A China se opõe fortemente às práticas dos Estados Unidos que minam os interesses da China e de outros países com as políticas unilaterais e protecionistas que eles vêm adotando, pelo que afirmou Hua Chunying, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China. “A China observou que o Departamento de Comércio dos EUA adicionou a Corporação Geral de Energia Nuclear da China (CGN) e suas três subsidiárias à Lista de Entidades do Departamento”, disse ela.

Ao fazer isso, os Estados Unidos abusaram do conceito de segurança nacional e da medida de controle de exportação e afetam não apenas às companhias chinesas, como também empresas dos EUA entre outras, afirmou a porta-voz. Hua acrescentou que a China espera que os Estados Unidos julguem a situação apropriadamente, suspendam seus atos errôneos e adotem uma conduta em pé de igualdade para encontrar uma solução.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.