China pede a opinião de seu povo sobre projeto de lei de energia atômica

O documento está disponível no site do Ministério da Justiça do país e fornece diretrizes para assuntos como reciclagem de materiais nucleares e gestão de segurança

Um projeto de lei sobre energia atômica foi publicado pelo Ministério da Justiça da China, que pediu a opinião do público sobre o assunto. Com oito capítulos, a proposta identifica a energia atômica como uma indústria de importância estratégica e fornece diretrizes e regras para o desenvolvimento de tecnologia, reciclagem de materiais nucleares, energia atômica, gestão de segurança e cooperação internacional.

O documento estimula as empresas a participar do desenvolvimento do mercado internacional e impulsionar a exportação de energia nuclear e serviços relevantes. O texto restringe estritamente a exportação de projetos sensíveis à proliferação nuclear como instalação de enriquecimento de urânio. O público poderá opinar até o dia 19 de outubro pelo site do ministério, por correio ou por e-mail.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.