China obtém resultados positivos em controle da poluição do ar

Pesquisa mostra que a melhora na qualidade do ar vem gerando benefícios para a saúde da população do país

O plano chinês de prevenção e controle da poluição do ar gerou grandes benefícios para a saúde, de acordo com uma pesquisa recente realizada pela Escola de Saúde Pública da Universidade de Pequim.

A análise realizada comparou os dados nacionais de monitoramento de qualidade do ar e de mortalidade e calculou o impacto na saúde do controle da poluição do ar em 74 cidades chinesas entre os anos de 2013 e 2017. O resultado obtido mostra que as concentrações médias anuais de PM 2,5; PM 10 e dióxido de enxofre diminuíram 33,3%; 27,8% e 54,1%, respectivamente, nas cidades analisadas.

Outro dado apontado pela pesquisa, que foi publicada na revista “Lancet Planetary Health”, é que em 2017 houve menos 47 mil mortes atribuíveis à poluição aérea em comparação ao ano de 2013. Apesar disso, os esforços de controle de emissões por ozônio e dióxido de nitrogênio ainda deve ser melhorado na China.

Esses resultados mostram que a China já cumpriu todas as tarefas principais estabelecidas no Plano de Ação de Prevenção e Controle da Poluição do Ar, publicado em 2013. Nesse mês de julho, o governo publicou um novo plano de ação, sendo que o objetivo é que tanto a qualidade do ar quanto a satisfação das pessoas melhorem significativamente nos próximos três anos.


Fonte: Xinhua

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.