China multa e investiga Alibaba e Tencent por práticas de monopólio

“As multas são sinal de que a supervisão antimonopólio no campo da internet está fortalecida”, segundo órgão oficial

A China avisou, nesta segunda-feira, que não tolera práticas monopolistas e que intensificará a vigilância dos gigantes da internet. O país também aplicou multas e anunciou investigações envolvendo o Alibaba Group e a Tencent Holdings, duas das maiores empresas do setor.

A Alibaba, a China Literature, apoiada pela Tencent, e a Shenzhen Hive Box serão multadas em 500 mil yuans, cerca de R$ 390 mil, por não terem sido claras sobre negócios anteriores para análises antitruste, informou a Administração Estatal de Regulamentação do Mercado (SAMR). A taxa é o valor máximo de acordo com uma lei antimonopólio de 2008.

O órgão também vai analisar a fusão da Huya e da DouYu International, ambas do ramo de streaming de jogos e auxiliadas financeiramente pela Tencent, e outros acordos com base em denúncias de que algumas empresas conquistaram rapidamente muito poder em determinados setores.

A SAMR disse que “as multas são um sinal de que a supervisão antimonopólio no campo da internet está fortalecida”.

Após a notícia, as ações do Alibaba e da Tencent caíram 2,6% e 2,9%, respectivamente.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.