China merece “gratidão e respeito” pelo combate ao coronavírus, diz diretor da OMS

O chefe da Organização Mundial de Saúde agradeceu as “medidas extraordinárias” tomadas pelo país asiático para impedir a propagação do vírus pelo resto do mundo

O diretor da Organização Mundial da Saúde (OMS) disse que a China merece a gratidão e o respeito da comunidade internacional por ter tomado medidas muito sérias para conter o surto do novo coronavírus e impedir a exportação de casos ao resto do mundo. Numa conferência de imprensa, o Dr. Tedros Adhanom Ghebreyesus agradeceu ao governo chinês pelas medidas extraordinárias que tomou para impedir a propagação do vírus.

O diretor da OMS reiterou que cerca de 99% dos casos e todas as mortes ocorreram na China, sendo que apenas 68 casos foram confirmados fora do país. “Portanto, a China merece a nossa gratidão e respeito por estar implementando medidas muito sérias, e nós não podemos pedir mais”.

Ghebreyesus esteve na China para se reunir com a liderança chinesa e discutir a cooperação para a implementação de medidas de contenção em Wuhan, epicentro do surto do coronavírus, e medidas públicas em outras cidades e províncias, assim como a realização de estudos sobre a gravidade e a transmissibilidade do vírus e o intercâmbio de dados e material biológico.

Ele também agradeceu o país asiático por ter identificado o patógeno em pouco tempo e por compartilhá-lo imediatamente, o que levou ao rápido desenvolvimento de ferramentas de diagnóstico. “A China está completamente comprometida com a transparência a nível interno e externo, e aceitou trabalhar com outros países que precisam de apoio”, reiterou o diretor da OMS.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.