China lançará plano piloto para comércio de energia verde

Usuários poderão negociar diretamente com empresas de geração eólica e fotovoltaica

A China divulgará um plano piloto para o comércio de energia verde a fim de conscientizar a sociedade e acelerar sua transição a baixas emissões de carbono, informou a Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma (CNDR), na terça-feira.

Segundo o esquema piloto, usuários que têm demandas de energia verde comercializarão diretamente com empresas de geração de energia eólica e fotovoltaica, explicou a comissão. Outras empresas de geração de energia renovável serão incluídas passo a passo.

A comissão não especificou o cronograma para o plano piloto, mas trabalhará com a Administração Estatal de Energia para dar instruções, enquanto a estatal State Grid e a empresa China Southern Power Grid Company criarão bolsas de energia em Pequim e Guangzhou para realizar operações específicas.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.