China lança primeiro satélite de exploração solar

Tecnologia equipada com telescópio acompanhará mudanças na estrela durante erupções

A China enviou ao espaço seu primeiro satélite de exploração solar do Centro de Lançamento de Taiyuan, na Província de Shanxi, norte da China.  O equipamento foi a bordo de um foguete Longa Marcha-2D e entrou na órbita programada com êxito, assinalou a Administração Espacial Nacional da China (CNSA).

O satélite operará em uma órbita sincrônica ao Sol a uma altitude de 517 quilômetros, com um telescópio como sua principal carga útil científica. Ele ajudará os pesquisadores a observar as mudanças na estrela durante erupções, como as mudanças em sua temperatura atmosférica e sua velocidade.

O desenho do satélite inclui a separação da cabine da plataforma com a cabine da carga útil, o que garante a precisão ultra-alta de apontamento e a estabilidade da carga. Ele foi chamado de Xihe, a deusa do Sol que criou o calendário na antiga mitologia chinesa.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.