China investe em comunidades amigáveis para idosos

Até 2035, todas as cidades serão mais acessíveis para pessoas mais velhas

Todas as comunidades urbanas e rurais da China serão mais amigáveis para os idosos até o final de 2035, segundo documento divulgado pela Comissão Nacional de Saúde e pelo Escritório da Comissão Nacional de Trabalho sobre o Envelhecimento.

O país pretende construir cinco mil comunidades modelo até 2025. Destas, duas mil ficarão prontas nos próximos dois anos.

O informe enfatizou algumas áreas importantes para tornar as regiões mais amigáveis, incluindo melhoria da qualidade de vida e do ambiente dos mais velhos. Para isso, será incentivada a participação dos idosos nas atividades públicas e o enriquecimento de suas vidas espirituais.

Instalações públicas, eletrodomésticos e quartos nas casas devem ser melhorados para se adequarem às necessidades das pessoas na terceira idade.

No final de 2019, a China tinha 254 milhões de pessoas com 60 anos ou mais.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.