China intensifica repressão a produtos falsificados

Acusações contra o e-commerce Pinduoduo são a principal causa de endurecimento das medidas de controle e punição

A repressão à produção e venda de produtos falsificados e de má qualidade será reforçada na China, de acordo com a Administração Estatal de Regulação de Mercado, (SAMR, em inglês), órgão responsável por esse controle. A causa desse enrijecimento é uma acusação de violação da loja online de desconto Pinduoduo, que gerou uma grande discussão no país.

Por meio do seu website, a Administração exigiu que os reguladores de mercados locais sejam firmes ao reprimir atividades ilegais como a produção e venda de produtos falsificados ou de má qualidade; propaganda enganosa ou anúncio ilegal. Todos os envolvidos na cadeia de produção e venda de produtos que não se encaixem nos padrões estipulados serão investigados.

A SAMR já anunciou que investigará a Pinduoduo Inc., uma vez que muitos consumidores e donos de marcas reclamaram que a empresa estava vendendo produtos falsificados e réplicas de grandes marcas. O órgão frisou que qualquer operação ilegal em plataformas de terceiros e nas empresas que fizeram negócios por essas plataformas será punida de acordo com a lei.

Por meio do seu website, a Administração exigiu que os reguladores de mercados locais sejam firmes ao reprimir atividades ilegais como a produção e venda de produtos falsificados ou de má qualidade; propaganda enganosa ou anúncio ilegal. Todos os envolvidos na cadeia de produção e venda de produtos que não se encaixem nos padrões estipulados serão investigados.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.