China intensifica detecção de casos assintomáticos de COVID-19

Pacientes sem sintomas serão colocados em quarentena centralizada

A Comissão Nacional de Saúde da China anunciou que o país intensificará a detecção de casos de pessoas com coronavírus que não apresentam sintomas.

“A vigilância será ampliada para incluir pessoas que tiveram contato próximo de casos confirmados de COVID-19 e pacientes assintomáticos, além de áreas populacionais com alto risco de infecção”, disse Wang Bin, funcionário da Comissão Nacional de Saúde.

Wang informou que os pacientes assintomáticos identificados serão colocados em quarentena centralizada. “Essas pessoas serão submetidas à observação médica por duas semanas e receberão alta após resultados negativos para o vírus em dois testes consecutivos”, acrescentou.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.