China importará mais de US$ 2,5 trilhões em serviços nos próximos 5 anos

Segundo o Ministério de Comércio da China, o país deverá responder por mais de 10% das importações do mundo nesse período

Nos próximos cinco anos a China deverá realizar importações acumuladas de serviços que excedem os US$ 2,5 trilhões, de acordo com um relatório divulgado pelo Ministério de Comércio da China. O texto afirma que com esse valor, o país responderá por mais de 10% das importações de serviços de todo o mundo, contribuindo com mais de 20% para o crescimento total mundial nos próximos cinco anos.

Durante esse período, as importações acumuladas de serviços emergentes pelo país somarão um total de mais de US$ 700 bilhões, incluindo pagamentos pelo uso de propriedade intelectual, telecomunicações, serviços de computador e informação, serviços financeiros, e serviços culturais e recreativos profissionais. Xian Guoyi, chefe do departamento de comércio em serviços e serviços comerciais da pasta afirmou que “isso fornecerá um mercado mais amplo, mais oportunidades de cooperação e maiores benefícios para o mundo”.

Desde de que entrou na Organização Mundial do Comércio (OMC), a China teve um rápido crescimento em importações de serviços, saltando de US$ 39,3 bilhões em 2001, para US$ 467,6 bilhões, em 2017, sendo que a sua fatia no mercado mundial foi de 2,6% para 9%, segundo dados do ministério. “Continuaremos a expandir a abertura do setor de serviços, a melhorar o sistema de serviços para as importações de serviços de alta qualidade”, afirmou Xian.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.