China fortalecerá apoio à pesquisa básica nos próximos cinco anos, diz ministro

Segundo o ministro Wang Zhigang, o financiamento deve atingir mais de 8% de todo o gasto em pesquisa e desenvolvimento

A China investirá mais em pesquisa básica durante o período do 14º Plano Quinquenal (2021-2025), e se espera que esse financiamento atinja mais de 8% de todo o gasto em pesquisa e desenvolvimento, disse Wang Zhigang, ministro da Ciência e Tecnologia.

A China também formulará um plano de ação de 10 anos para a pesquisa básica, explicou Wang à margem da sessão anual do órgão legislativo nacional.

O financiamento do governo central para pesquisa básica dobrou nos últimos cinco anos, e o financiamento para pesquisa básica está calculado em 6,16% de seu gasto total em pesquisa e desenvolvimento em 2020, disse Wang.

A China estabeleceu 13 centros de matemática aplicada e planeja construir diversos centros de pesquisa e plataformas para disciplinas básicas. O país obteve avanços nos campos de supercondutividade baseada em ferro, células-tronco, informação quântica e chips semelhantes ao cérebro, acrescentou Wang.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.