China fortalece formação de profissionais do ensino de áreas rurais

Em 2018, o país investiu 4,5 bilhões de yuans na formação de cerca de 1,27 milhões de professores para essas regiões

A China lançou uma série de medidas para fortalecer a formação de profissionais de ensino das áreas rurais do país em 2018, tendo gasto 4,5 bilhões de yuans (US$ 600 milhões aproximadamente), de acordo com informações divulgadas pelo Ministério da Cultura. Cerca de 1,27 milhões de professores rurais foram beneficiados com essas medidas, afirmou Ren Youqun, diretor do Departamento de Educação dos Professores da pasta.

Apenas no ano passado, a China recrutou mais de 85 mil universitários em um programa para enviá-los às áreas rurais durante três anos. O país também atraiu mais 45 mil recém-graduados por meio de um financiamento governamental para que eles ensinem em áreas rurais, aumentando a oferta de educação nessas regiões. Além disso, foi preparado um programa para recrutar 24 mil professores e 1,8 mil professores aposentados para participarem como voluntários nessas áreas.

Ren ainda acrescentou que, por meio de um programa de apoio à educação, a China enviou 4 mil professores voluntários para a Região Autônoma do Tibete e a Região Autônoma Uigur de Xinjiang em 2018. Outro programa implementado no último ano busca treinar e reconhecer jovens professores provenientes das áreas rurais, dando um incentivo de até 10 mil yuans por pessoa. Os planos do país para 2019 é de melhorar o tratamento dos professores rurais, aumentar o seu status social e fortalecer suas habilidades profissionais.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.