China fornecerá apoio a países com sistemas de saúde mais fracos

Ajuda é anunciada após declaração da Organização Mundial da Saúde

O Ministério das Relações Exteriores da China afirmou, na última terça-feira, que o país concederá apoio para nações com sistemas de saúde mais frágeis, com objetivo de fortalecer suas capacidades de prevenção e controle epidêmicos.

O porta-voz Zhao Lijian fez as observações ao comentar a declaração do diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, na reunião de ministros da Saúde dos estados membros da União Africana (UA) no sábado. Tedros disse que a OMS está preocupada com a disseminação da pneumonia do novo coronavírus (COVID-19) nos países com sistemas de saúde mais fracos e pediu apoio à comunidade internacional.

Ao citar Tedros, Zhao disse que as medidas chinesas contiveram a propagação do vírus dentro da China e para outros países, dando tempo para o mundo se preparar para a epidemia.

“Os países africanos forneceram apoio e assistência preciosos à China na primeira hora após a epidemia, apesar de suas condições limitadas”, disse o porta-voz. “A África está com a China nos tempos de adversidades. Esta é uma demonstração perfeita de uma comunidade com um futuro compartilhado para a humanidade”, disse Zhao.

 

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.