China fará 6 voos espaciais tripulados em 2022

País asiático realizou 55 missões de lançamento no último ano

A China fará seis voos espaciais tripulados em 2022 para concluir a construção de sua estação espacial, além do voo inaugural do Longa-Marcha 6A, o primeiro foguete transportador do país movido por um mecanismo sólido e líquido.

Ma Tao, vice-diretor do Departamento Espacial da Corporação de Ciência e Tecnologia Aeroespacial da China (CASC), revelou na quarta-feira o plano de lançamento em uma entrevista coletiva.

A CASC, desenvolvedora de séries de foguetes e a principal força da indústria espacial do país, lançou o Livro Azul da Ciência e Tecnologia Aeroespacial da China de 2021. A China realizou 55 missões de lançamento espacial em 2021, com esse número ocupando o primeiro lugar no mundo, e sua massa total de espaçonaves lançadas atingiu 191 toneladas, um aumento de 85,5% ano a ano, de acordo com o documento.

O corporação levou 103 aeronaves ao espaço com 48 lançamentos em 2021, disse He Yang, diretor do Instituto de Ciência Espacial e Informação Tecnológica de Pequim, na coletiva de imprensa. As outras missões bem-sucedidas do país no ano passado incluíram três lançamentos do foguete transportador Kuaizhou-1A e um lançamento do foguete transportador CERES-1, segundo He.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.