China expressa preocupação com repressão a empresas e aplicativos na Índia

“Esperamos que a Índia melhore seu clima de negócios”, afirmou um porta-voz do Ministério do Comércio

Créditos: Xinhua/Li He

O Ministério do Comércio da China expressou, na quinta-feira, sérias preocupações com a repressão da Índia a empresas chinesas e aplicativos relacionados, dizendo que os comportamentos prejudicam os direitos e interesses legítimos.

“Percebemos que os investidores estrangeiros, incluindo empresas chinesas, estão cada vez mais preocupados com o ambiente de investimento na Índia”, disse Gao Feng, porta-voz do Ministério do Comércio (MOC), em entrevista coletiva.

“Esperamos que a Índia melhore seu clima de negócios e trate todos os investidores estrangeiros, incluindo empresas chinesas, de forma igual, transparente e sem discriminação”, disse ele.

Observando que a China e a Índia são importantes parceiros econômicos, Gao disse esperar que a Índia tome medidas concretas para manter um bom impulso para a cooperação econômica e comercial bilateral.

Em 2021, o comércio bilateral aumentou 43% ano a ano, atingindo US$ 125,7 bilhões, segundo o MOC.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.


  • Rogério disse:

    A parceria China e Índia é de longa data e tem tudo para ser sempre um grande negócio a ambos os países.
    É preciso fortalecer esses laços e perceber o quanto cada um pode elevar ainda mas sua economia. São dois paises com as maiores população do mundo juntas certamente se tornam gigantes é preciso se livrar das amarras de países imperalistas como EUA e seus aliados europeus que nada trouxe de benefícios para potencialização dessas econômicas e vivem promovendo divisões de povos.
    Somando essas parcerias aos Brics todos tem a ganhar e inclusive o mundo.