China exige cancelamento imediato do plano de visita de Pelosi a Taiwan

Ministério das Relações Exteriores, Zhao Lijian, reforçou o princípio de Uma só China

Créditos: Ting Shen/Xinhua

A China advertiu na quinta-feira que tomará medidas firmes e robustas para salvaguardar resolutamente sua soberania e integridade territorial caso a presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, Nancy Pelosi, insista em visitar Taiwan.

Exortando o lado dos EUA a aderir ao princípio de Uma só China e às estipulações dos três comunicados conjuntos China-EUA, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Zhao Lijian, disse que a visita planejada de Pelosi deve ser cancelada imediatamente.

Caso contrário, o lado dos EUA arcará com todas as consequências, disse Zhao durante uma entrevista coletiva. Ele acrescentou que a China fez representações solenes ao lado dos EUA.

Zhao enfatizou que o movimento de Pelosi, se materializado, violaria gravemente o princípio de Uma só China e as estipulações dos três comunicados conjuntos China-EUA, infringiria seriamente a soberania e integridade territorial da China, impactaria maciçamente a base política das relações China-EUA e enviaria o sinal muito errado de apoio às forças separatistas da “independência de Taiwan”.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.