China escreve carta à ONU pedindo pelo fim de sanções unilaterais

Declaração, assinada por outros vinte países, afirma que medida dificulta ainda mais a luta contra a COVID-19


O embaixador chinês na ONU, Zhang Jun, leu nesta semana uma carta escrita pela China, Rússia e outros vinte países pedindo o fim de sanções unilaterais, já que a medida dificulta ainda mais a luta contra a pandemia do novo coronavírus.

“A resposta e a recuperação da COVID-19 requerem solidariedade global e cooperação internacional”, disseram os países no comunicado. “No entanto, continuamos a testemunhar a aplicação de medidas coercitivas unilaterais, que são contrárias aos propósitos e princípios da Carta das Nações Unidas e do Direito Internacional”, acrescentaram.

A declaração foi enviada à terceira comissão da Assembleia Geral da ONU, que lida com questões humanitárias e de direitos humanos.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.