China enfrenta risco crescente de casos importados da COVID-19

Em um dia, país registrou 16 novos casos provenientes do exterior

Passageiro tem temperatura medida no Aeroporto Internacional de Pequim.

O número de casos do novo coronavírus importados do exterior está aumentando na China. Até a última quarta-feira, a parte continental do país havia registrado 36 ocorrências importadas. No domingo, o número subiu para 67, conforme anunciou a Comissão Nacional de Saúde.

Na quinta-feira, o país relatou 17 novos casos fora da Província de Hubei. Destes, 16 foram importados do exterior – incluindo onze em Gansu, quatro em Pequim e um em Xangai

As autoridades da saúde chinesas alertaram, em coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira, que a China não deve relaxar sua vigilância ou diminuir o nível de trabalho na prevenção e controle da epidemia.

“Devemos continuar aprofundando a cooperação internacional, compartilhando a experiência e as informações com a Organização Mundial da Saúde e com os países relevantes em tempo hábil, e combatendo conjuntamente a epidemia”, disse Mi Feng, funcionário da Comissão Nacional da Saúde.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.