China é um mercado importante para a F1, diz chefe de equipe da Mercedes

Toto Wolff afirmou que deseja participar de competições em Xangai e Pequim

Créditos: Nikku/Xinhua

Toto Wolff, chefe de equipe e CEO da equipe Mercedes-AMG Petronas F1, disse à agência Xinhua em uma entrevista exclusiva durante o E-Prix de Mônaco no sábado que espera que a Fórmula 1 tenha uma “pegada forte”, com várias corridas na China no futuro.

“Já estivemos em Xangai antes e não pudemos estar lá nos últimos dois anos, mas este é um mercado importante para nós”, disse Wolff nos bastidores do Campeonato Mundial da ABB Fórmula E da FIA, no principado de Mônaco, um pequeno enclave na costa mediterrânea da França, no fim de semana.

O Grande Prêmio da China em Xangai está ausente do calendário desde 2019 devido à pandemia do COVID-19 e também não faz parte do calendário de 2022.

“Eu gostaria não apenas de correr em Xangai, também gostaria de correr em Pequim. É um mercado fantástico para nós como Mercedes, e acredito que devemos estar lá com uma forte pegada. Temos três corridas nos EUA agora, Las Vegas, Miami e Austin e se pudermos fazer a mesma coisa na China, seria ótimo.”

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.