China é o país que mais recebe investimento estrangeiro direto no primeiro semestre

O país asiático atraiu nos primeiros seis meses de 2018 US$ 70 bilhões de dólares, ultrapassando o Reino Unido e os EUA

Durante o primeiro semestre de 2018 a China foi o maior destino de investimento estrangeiro direto (IED), tendo atraído US$ 70 bilhões, segundo o monitor de tendências de investimento, divulgado pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD). O aumento do país asiático foi de 6% em relação ao ano anterior, e os segundo e terceiro colocados foram o Reino Unido (US$ 66 bilhões) e os EUA (US$ 46 bilhões).

O IED global caiu 41% nesse período de janeiro a junho, tendo disso de aproximadamente US$ 470 bilhões, em comparação com os US$ 794 bilhões do mesmo período de 2017. A principal razão para isso foi relacionada às grandes compensações pelas matrizes dos Estados Unidos de lucros estrangeiros acumulados pelas filiais no exterior depois de reformas de impostos.

James Zhen, diretor da Divisão de Investimento e Empresa da UNCTAD, afirmou durante uma coletiva de imprensa em Genebra que o panorama do IED global permanece pessimista, o que é um pouco diferente do que eles haviam previsto. Entretanto, Zhen notou que “os fluxos de investimento na China continuam aumentando apesar da tensão comercial e custo de produção crescentes”.


Fonte: Xinhua

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.