China é capaz de garantir segurança alimentar apesar do impacto do coronavírus

País atingiu recorde de produção de grãos em 2019

O Ministério da Agricultura e dos Assuntos Rurais da China assegurou neste fim de semana que, apesar do impacto causado pelo novo coronavírus, o país pode manter firme sua “tigela de arroz”, com amplas reservas de grãos e medidas destinadas a aumentar a produção.

“A China registrou anos de abundantes colheitas, com a produção de grãos atingindo um recorde de 663,85 milhões de toneladas em 2019”, afirmou Pan Wenbo, funcionário do Ministério.

Segundo Pan, a China lançou uma série de “medidas não convencionais” para estabilizar a produção de grãos, incluindo o estabelecimento de objetivos de plantação de grãos específicos para cada região, a oferta de subsídios aos agricultores e o aumento dos preços mínimos para a aquisição estatal de arroz, o que garantiu um bom começo este ano e uma produção estável de grãos para todo o ano.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.