China e Bélgica inauguram nova rota para trens de carga

Com mais de 11 mil km, a rota ferroviária une a cidade belga de Liège à Zhengzhoum, capital da província de Henan

A China e a Bélgica lançaram uma nova rota para trens de carga que liga a cidade belga de Liège, localizada a cerca de 100 km ao sudeste de Bruxelas, à Zhengzhoum capital da província chinesa de Henan. O primeiro trem que iniciou o percurso carregando 37 contêineres saiu de Logistics Intermodal, em Liège, para uma viagem de 12 dias e mais de 11 mil km.

A rota Zhengzhou-Liège é a terceira do tipo a conectar cidades dos dois países, o que ressalta os interesses crescentes em fomentar e estreitar os laços econômicos e comerciais. Inicialmente o serviço ferroviário irá funcionar apenas uma vez por semana, frequência que deve aumentar no futuro.

A primeira rota de trem de carga entre a China e a Bélgica foi lançada em junho de 2017, conectando a cidade chinesa de Daqing ao porto de Zeebrugge. Em maio de 2018 foi inaugurada a segunda rota, ligando a cidade de Tangshan, no norte da China, ao porto de Antuérpia.

Pierre-Yves Jeholet, vice-presidente da Valônia (uma das três regiões da Bélgica), junto de He Jinping, vice-governador da província de Henan, disse em uma coletiva de imprensa e, Liège que “temos todo o interesse em olhar para a China e estabelecer relações estreitas e fortes e devemos ver isso como uma oportunidade e uma necessidade”. Ele ainda disse que a Valônia está incentivando tanto os grandes exportadores da região, quanto as pequenas e médias empresas a exportarem mais produtos para a China.

Em 2018 é comemorado o 30°aniversário do estabelecimento de relações de amizade entre a província de Henan e a Valônia. Jeholet afirmou que a rota ferroviária marca uma nova fase no desenvolvimento entre as duas regiões.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.