China deverá prover melhores cuidados a idosos e crianças

Segundo o primeiro-ministro do país, Li Keqiang, o cuidado com essa população está entre as maiores preocupações do povo chinês

Li Keqiang, premiê chinês, afirmou que a China irá fornecer melhores cuidados para seus idosos e crianças, afirmando que esses assuntos são os que mais preocupam o povo do país. “Eles precisam de mais atenção de nós”, disse após a conclusão da sessão legislativa nacional anual, no fim da última semana.

Com quase 250 milhões de pessoas de 60 anos ou mais e 100 milhões de crianças menores de 6 anos, a China ainda não tem serviços suficientes voltados para essa população, o que afeta a maioria das famílias do país. Segundo Li, após a implementação total da política dos dois filhos, a falta de serviços de creche e jardim de infância é ainda mais visível. Os asilos, por sua vez, podem oferecer apenas três leitos para cada 100 cidadãos idosos no país, o que faz com que o fornecimento de instalações de cuidados de idosos esteja muito atrás da demanda.

Para lidar com esses problemas, algumas áreas do país conseguiram acumular experiências excelentes, segundo Li, que ainda disse que o desenvolvimento de serviços comunitários de cuidado a idosos e crianças é uma boa solução. “Se eles puderem fornecer serviços de qualidade e acessíveis que ainda sejam seguros e confiáveis, certamente ficarão populares entre o público-alvo. O governo precisa desenvolver mecanismos inovadores para atender à demanda do mercado e aproveitar o papel das forças sociais”.

Li ainda disse que o governo também precisa fornecer apoio em políticas, como oferta de casas de aluguel público, isenção tributária ou cortes fiscais para os provedores desses serviços.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.