China dá boas-vindas à participação de empresas americanas no processo de modernização

Afirmação foi feita pelo primeiro-ministro, Li Keqiang, durante conversa com Conselho de Negócios EUA-China

O primeiro-ministro chinês, Li Keqiang, disse que a China dá boas-vindas à participação ativa de empresas dos Estados Unidos e de todo o mundo em sua reforma e abertura. A declaração foi feita na terça-feira, durante um diálogo virtual com a presença de presidentes e CEOs do Conselho de Negócios EUA-China e mais de vinte multinacionais americanas.

Li pediu que os dois lados defendam os princípios de não conflito, respeito mútuo e cooperação de ganhos recíprocos.

De acordo com o primeiro-ministro, ao promover um novo paradigma de desenvolvimento, a China, continuará explorando o potencial do mercado interno e constituirá um suporte estável para o crescimento econômico e o emprego, mas também abrirá ainda mais o mercado e continuará como um importante destino para o investimento.

Os participantes do lado americano disseram que evitar conflitos e colocar as relações bilaterais em um caminho construtivo é um interesse comum. Eles salientaram que uma dissociação traria enormes incertezas, não apenas para os dois países, como também para o mundo todo.

Segundo os americanos, a comunidade empresarial dos EUA apoia os dois lados a aumentarem a confiança mútua por meio da comunicação, melhorarem a cooperação em áreas como prevenção e controle epidêmicos, mudança climática, desenvolvimento sustentável e inovação, e retomarem os intercâmbios interpessoais o mais breve possível.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.