China critica tentativa dos EUA de proibir exportações holandesas

Porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Zhao Lijian, afirmou que ação é exemplo de “terrorismo tecnológico”

Créditos: Ministério das Relações Exteriores/Xinhua

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, criticou os Estados Unidos por pressionarem um fornecedor holandês a parar de vender equipamentos de fabricação de chips para a China, chamando as ações de um exemplo típico de “terrorismo tecnológico”.

Zhao fez as observações em uma coletiva de imprensa regular ao responder sobre relatos de que os EUA estão pressionando a Holanda a proibir a ASML Holding NV de vender tecnologia convencional, sistemas mais avançados, ou DUV, para a China.

“É outro exemplo dos Estados Unidos abusando de seu poder nacional e confiando na hegemonia tecnológica para se engajar em diplomacia coercitiva”, acusou Zhao.

Ele apontou que, no atual contexto de globalização, os Estados Unidos têm repetidamente politizado, instrumentalizado e ideologicamente orientado assuntos tecnológicos e econômicos e comerciais. A nação impôs “bloqueios tecnológicos” a outros países, o que só fará com que eles percebam que contar apenas com os Estados Unidos para a tecnologia não funcionará.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.