China critica medida dos EUA que impõe restrições a mídias chinesas

“Decisão é exemplo de supressão política”, analisa porta-voz chinês

Nesta semana, o governo dos Estados Unidos classificou quatro meios de comunicação chineses como “missões estrangeiras”. Agora, os veículos de imprensa deverão disponibilizar uma relação de todos os seus funcionários nos EUA e dos bens que possuem no país.

“A decisão é outro exemplo de sua supressão política da mídia chinesa”, afirmou Zhao Lijian, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores chinês.

Segundo ele, essa medida prejudicará gravemente as atividades de cobertura dos meios de comunicação chineses nos Estados Unidos e expõe a hipocrisia dos EUA sobre as chamadas liberdades de imprensa e expressão.

“A China exige fortemente os Estados Unidos descartem a mentalidade da Guerra Fria e o preconceito ideológico”, destacou Zhao, acrescentando que, caso contrário, a China terá que tomar contramedidas necessárias e legítimas.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.