China cria modelo que prevê quais pacientes com COVID-19 podem desenvolver doenças críticas

Modelo tem taxa de precisão de 88% e aponta quais são os principais fatores de risco

Pesquisadores chineses criaram um modelo de previsão para ajudar a identificar o risco de pacientes com COVID-19 de desenvolver doenças críticas. Resultado de testes mostra que a taxa de precisão chega a mais de 88%.

Os cientistas desenvolveram o modelo com base nos dados clínicos de 1.590 pacientes com COVID-19. Eles examinaram 72 fatores clínicos e identificaram 10 fatores de risco principais que poderiam ser combinados para ajudar a prever o desenvolvimento de doenças críticas, incluindo anormalidades na radiografia de tórax, idade, hemoptise, dispneia, inconsciência e número de comorbidades.

A pesquisa liderada por Zhong Nanshan, um renomado especialista em sistema respiratório, foi publicada na revista JAMA Internal Medicine. A equipe anunciou que expandirá o estudo em big data de doenças respiratórias, incluindo a COVID-19, e desenvolverá ferramentas clínicas mais precisas e práticas.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.