China convoca professores aposentados para escolas rurais

Recrutamento faz parte de projeto para melhorar a qualidade educacional das áreas mais pobres do país

Os ministérios da Educação e das Finanças da China estão desenvolvendo um plano de recrutar, nos próximos três anos, 10 mil professores aposentados para dar aulas em escolas primárias e secundárias das zonas rurais do país. O foco do projeto é em escolas de áreas de extrema pobreza e seu objetivo é o de melhorar a qualidade da educação e equilibrar a balança do desenvolvimento educacional de áreas urbanas e rurais.

Batizado como “idade de prata”, o plano vai recrutar esses professores aposentados para lecionar entre os anos de 2018 e 2020, sendo que o primeiro grupo deve começar a trabalhar já no próximo outono chinês. A maioria dos professores recrutados vão servir ao menos por um ano acadêmico, sendo que os que passarem na avaliação serão encorajados a estender o seu serviço.

Além de dar aulas, eles também poderão avaliar o trabalho dos outros professores, realizar palestras abertas ou seminários, dar orientações e ajudar as escolas a melhorar a sua administração.

 

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.