China continuará a apoiar Irã no controle do coronavírus, diz porta-voz

Equipe chinesa de especialistas foi enviada ao país no fim de fevereiro para compartilhar experiências anti-epidêmicas

 Torre Azadi, no Irã, é iluminada para homenagear China em meio a surto de coronavírus.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, Zhao Lijian, afirmou na última quinta-feira que a China vai continuar com o trabalho de suporte ao Irã no combate contra o novo coronavírus. Já foram enviados uma equipe de especialistas voluntários ao país, além de materiais anti-epidêmicos, incluindo kits de teste.

“A China espera que a comunidade internacional fortaleça a cooperação com o Irã na prevenção de epidemias e proteja conjuntamente a segurança da saúde pública mundial”, declarou Zhao.

O país enviou especialistas da Cruz Vermelha da China ao Irã em 29 de fevereiro. “O grupo tem trabalhado para compartilhar experiências anti-epidêmicas, e realiza intercâmbios com o Ministério da Saúde e Educação Médica do Irã, a Sociedade do Crescente Vermelho e outros departamentos do país sobre prevenção e controle de epidemias”, explicou o porta-voz.

“Como parceiros estratégicos abrangentes, a China e o Irã sempre apoiaram e ajudaram um ao outro em tempos de dificuldades e permaneceram firmemente unidos”, disse Zhao, enfatizando que a China continuará a fornecer assistência dentro de sua capacidade e de acordo com as necessidades do Irã.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.