China construirá 5 rebocadores para o Canal de Suez do Egito

Máquinas com força de tração de 80 toneladas serão entregues em três anos

A Autoridade do Canal de Suez (ACS) do Egito chegou a um acordo com um construtor naval da China para a construção de cinco rebocadores com força de tração de 80 toneladas. A informação foi confirmada pelo presidente da ACS, Osama Rabie, que não quis revelar o nome da companhia.

“Combinamos com a empresa chinesa que todos os cinco rebocadores serão entregues em três anos”, disse Rabie à Xinhua. “Na verdade, os chineses têm cooperado muito conosco”, ele acrescentou, destacando que as empresas chinesas são as primeiras a apresentar ofertas nas licitações lançadas pela ACS.

No final de março, o enorme navio porta-contêineres do Panamá, Ever Given, voltou a flutuar com sucesso após ficar encalhado no Canal de Suez por quase uma semana, graças à cooperação entre a ACS e a empresa holandesa Boskalis, bem como sua equipe de resposta a emergências SMIT Salvage.

Rabie observou que a ACS está atualizando suas frotas de dragas e rebocadores, não apenas para facilitar a navegação no Canal de Suez, mas também para se preparar para operações de resgate.

Ligando o Mar Mediterrâneo ao Mar Vermelho, o Canal de Suez foi oficialmente aberto para navegação internacional no final de 1869, passando a permitir que os navios viajassem entre a Europa e o Sul da Ásia sem percorrer o continente africano.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.