China considera construir canais para unir Yang-Tsé ao Rio das Pérolas

Se o plano for aprovado por autoridades nacionais, os canais podem ficar prontos até 2035

A China está estudando uma forma de construir dois canais que conectem o Rio Yang-Tsé ao Rio das Pérolas, que são dois cursos de água navegável que são bastante movimentados e muito importantes para a economia chinesa. Os canais Xianggui (Hunan-Guangxi) e Ganyue (Jiangxi-Guangdong) tiveram sua construção incluída no projeto de plano de canais e portos em vias fluviais internas do Ministério do Transporte, segundo Li Yongheng, vice-diretor do departamento náutico do Rio das Pérolas.

Ele afirmou também, em uma coletiva de imprensa em Guangzhou, que, se o plano for aprovado por autoridades nacionais, a construção dos canais pode ser completada antes de 2035. “Depois da conclusão, os projetos de canal impulsionarão a construção de portos, construção naval, desenvolvimento de parques industriais e o turismo de água ao longo das rotas”, afirmou.

O Canal Xianggui, que foi construído inicialmente durante a Dinastia Qin (221-207 a.C), conecta o Rio Xiangjiang (um afluente importante do Yang-Tsé) e o Rio Guijiang (que flui para o afluente do Rio das Pérolas). Apesar disso, suas rotas navegáveis não são usadas desde 1975. A escavação do Canal Ganyue, que conecta o Yang-Tsé ao Rio das Pérolas, por sua vez, foi proposta pela primeira vez durante a Dinastia Ming (1368-1644). O governo chinês conduziu uma pesquisa sobre as suas rotas na década de 1960, mas o plano não foi concretizado devido a problemas financeiros e técnicos, entre outros.

Comentários

Todos os campos abaixo são obrigatórios. Seu e-mail não será publicado.